Raios Cósmicos, porque razão os estudamos?

+3 votos
151 visitas
perguntou Nov 1, 2013 em Astrofísica por Fernando Fernandes AstroCurioso (1,810 pontos)
recategorizado Dez 11, 2014 por Guilherme de Almeida
Pelo que sei, os raios cósmicos são provenientes de explosões de estrelas. Mas porque razão se estudam os raios cósmicos e qual o seu propósito?
  

1 Resposta

+1 voto
respondida Mai 22, 2014 por João Calhau Super-Nova (13,660 pontos)
selecionada Mai 29, 2014 por Administrador
 
Melhor resposta

Tem razão: pensa-se que pelo menos uma parte dos raios cósmicos sejam provenientes de supernovas, que são de facto explosões de estrelas massivas. Contudo, o tema ainda não está resolvido e a comunidade científica continua a tentar determinar se são todos realmente originados pelas explosões estelares ou se haverá ainda um outro método para os formar.

"Raios" cósmicos é uma nomenclatura um tanto enganadora. Inicialmente pensava-se que se tratava maioritariamente de radiação electromagnética, razão pela qual lhes atribuiram tal nome. Hoje chamamos raios cósmicos a todas as particulas que chegam à Terra vindos de fora da sua atmosfera (antigamente, incluiam-se os Raios-X e Gama nesta colecção).

Os Raios Cósmicos podem ter diversas origens:

  • Se vêm de fora do Sistema Solar, chamamos-lhes Raios Cósmicos Galácticos. São núcleos que viajam a grandes velocidades pela galáxia e que perderam todos os seus electrões, viajando pela Via Láctea aprisionados pelo campo magnético da nossa galáxia. Estas partículas viajam a velocidades proximas das da luz, provavelmente aceleradas por supernovas.

 

  • Se vêm da Heliopausa - a zona do Espaço onde a heliosfera, a área de influencia do campomagnético do Sol termina - chamamos-lhes Raios Cósmicos Anómalos. O Gas interestelar neutro é ionizado pelo vento solar, que apanha estes iões e os arrasta à onda de choque do vento solar com o meio interestelar. Aí, estas partículas colidem com a "fronteira" repetidas vezes, ganhando mais e mais energia até que conseguem escapar para o nosso lado, sendo detectados como Raios Cósmicos.

 

  • Por fim, podem vir do nosso proprio Sol, sendo atirados na direcção da Terra pelo vento solar e erupções solares.


O estudo destas particulas é importante porque permite-nos ter uma ideia de qual é a composição dos elementos da galáxia (é homogénea? Tem um halo?). Além disso, ao estudar as particulas que compõem estes raios cósmicos, podemos tentar saber como é que os raios cósmicos foram formados, que processos sofreram para acelerarem de tal maneira e, consequentemente, ter uma ideia dos processos que ocorrem na nossa (e noutras) galaxia(s) - muitas das partículas hoje conhecidas, como os muões, foram descobertas ao estudar os Raios Cósmicos.

No início, disse-lhe que se pensava que pelo menos uma parte dos Raios Cósmicos eram formados em supernovas. Mas já se observaram raios cósmicos a energias superiores do que estas explosões conseguem criar. Assim haverá outras origens, provavelmente. Poderão vir de fora da nossa Galáxia ou então de quasares. Podem estar relacionados com a matéria escura ou alguma outra área exótica da fisica. Se for esse o caso, talvez os estudo destas partículas nos permita levantar um pouco mais o véu do Universo, descobrir algo novo...

Bem-vindo ao Astronomia Q&A, lugar onde poderá perguntar e receber respostas de outros membros da comunidade.

Para profissionais e amadores nos campos da astronomia, astrofísica, astronomia e astrofísica teórica, astronomia observacional, astronomia solar, ciências planetárias, astronomia estelar, astronomia galáctica e extra-galáctica, cosmologia, astrobiologia entre muitas outras.



Antes de doar leia o nosso comunicado

146 perguntas

186 respostas

157 comentários

174 utilizadores

Partilhar Questão

Contador de Visitas
...