+2 votos
17 visitas
em Acessórios de Telescópios por (140 pontos)
reclassificado por
Tenho um telescópio de 150mm e f/9.3. notei que existe uma lente na base do focalizador (parte interna ao tubo) achei estranho esse componente óptico nessa posição. É mesmo uma lente? Alguém sabe me dizer?

1 Resposta

+1 voto
por Galáctico (32.5k pontos)
editado por

Um telescópio de 150 mm de abertura, f/9,3 terá uma distância focal de 150x9,3=1395 mm. Presumo que seja um telescópio de Newton, em versão equatorial ou em versão Dobson,

Uma longa distância focal do telescópio permite a mesma amplificação com oculares de maior distância focal, mais confortáveis de usar.

Em condições normais, seria de esperar que o comprimento total do tubo desse telescópio tivesse cerca de 1,40 m. Para muitas pessoas, um tubo desse comprimento é pouco manobrável e  alguns fabricantes, sabendo disso, procuram criar essa longa distância focal num tubo mais curto. Se medir o comprimento total do tubo do seu telescópio, provavelmente verificará que é bastante mais curto do que, digamos, 1,10 m. É o caso?

O que os fabricantes fazem é usar um espelho primário de relação focal mais curta, por exemplo  f/6 (o que daria 900 mm de distância focal se D=150 mm), inserindo então uma lente de Barlow, permanentemente dentro do fundo do porta-oculares. Essa lente de Bqrlow, que é um sistema divergente constituído por duas ou três lentes, alonga a distância focal desde, por exemplo f/6 a f/9,3.

A vantagem consiste em acomodar uma distância focal maior sem necessidade de um tubo muito comprido. A desvantagem é que ess alente não é para desmontar e tem de lá estar sempre para que o telescópio funcione, pois a posição em que as oculares ficam leva em conta esse efeito. E se essa Barlow não for muito boa, reduzirá um pouco a qualidade das imagens observadas. É um sistema óptico divergente.

Faça um teste. Tire a ocular, só a ocular, durante o dia. Olhe pelo porta-oculares, com o seu olho afastado e meta a mão dentro do tubo do telescópio, com muito cuidado, sem tocar na aranha nem no espelho secundário. Veja a sua mão através dessa tal lente. Vê que a sua mão aparece muito pequenina? É a tal lente de Barlow integrada.

Volte a retirar a mão com cuidado.

atrás por (140 pontos)
Muito obrigado pela resposta senhor Guilherme.

Sim, é um Newtoniano em uma montagem equatorial.

De fato é uma lente divergente, mas o comprimento do tubo do telescópio tem apenas 50cm (uns 40cm do espelho primário ao secondário).

Observando minha reflexão no primário, até o pondo onde minha imagem desaparece ( posição do foco) estimo um foco de 120cm.

Vou tentar retirar essa lente, colocar uma objetiva e tentar encontrar o foco.

Quero usar o telescópio para astrofotografia mas um f/9.3 não é muito indicado, pensei em usar um redutor focal, mas ai seria mais um componente optico e poderia piorar a qualidade da imagem.
atrás por Galáctico (32.5k pontos)

Caríssimo,

Não o aconselho a mexer nessa lente. Pode não a conseguir colocar como estava e cuidado com as marcas de dedos nessa lente. A não ser que a lente seja facilmente reposicionável. Se o quer mesmo fazer, será, em princípio, para medir a distância focal do primário, sozinho. MAs se tirar a lente, depois volte a montá-la sem inverter a sua posição (mantenha a face voltada para o secundário tal como estava antes). E com um lápis branco, marque, no seu anel de borda, a posição rotacional da lente, para a montar tal como estava. Esta segunda recomendação pode não ser estritamente necessária, mas por vezes há algum astigmatismo em componentes individuais que o fabricante cancela ou minimiza no global, rodando os componentes  entre si.

Com a Barlow montada, a nova distância focal não é a distância desde o espelho primário até ao plano focal. É bem maior do que isso.

Não creio que essa medida de 120 cm para a distância focal do primário esteja correcta. Afinal, a distância focal do primário tem de ser bem menor que essa. O telescópio deve estar optimizado para o conjunto espelho primário + lente de Barlow.

Repare que o fabricante conseguiu um instrumento de distância focal efectiva de 139,5 cm num tubo de apenas 50 cm de comprimento.

Se f/9,3 é ou não adequado para astrofotografia, depende do que quer fotografar. Para a Lua e planetas é uma vantagem. Para Wide field já não é.

Com 1395 mm de distância focal efectiva, cada grau no céu corresponde, no plano focal final, a uma distância de

(1/57,295)x1395=24, 35 mm

Bom trabalho.

Guilherme de Almeida

 

Bem-vindo ao Astronomia Q&A, lugar onde poderá perguntar e receber respostas de outros membros da comunidade.

Para profissionais e amadores nos campos da astronomia, astrofísica, astronomia e astrofísica teórica, astronomia observacional, astronomia solar, ciências planetárias, astronomia estelar, astronomia galáctica e extra-galáctica, cosmologia, astrobiologia entre muitas outras.



Antes de doar leia o nosso comunicado

184 perguntas

236 respostas

194 comentários

1.5k usuários

Contador de Visitas
...