O que poderá acontecer ao Philae2014 se não estiver propriamente arpoado ao cometa 67P?

+2 votos
100 visitas
perguntou 13 Nov, 2014 em Astronáutica por Fernando Fernandes AstroCurioso (1,970 pontos)
editado 13 Nov, 2014 por Administrador

Ontem (2014-11-12) assistimos à "acometagem" do módulo Philae2014 no cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, mas segundo consegui perceber os arpões não dispararam e o módulo estará simplesmente pousado na superfície.

Quais serão as implicações se não estiver propriamente arpoado ou ancorado à superficie?

  

1 Resposta

+2 votos
respondida 13 Nov, 2014 por João Calhau Super-Nova (13,660 pontos)
selecionada 14 Nov, 2014 por Administrador
 
Melhor resposta

O problema está na baixa massa do núcleo do cometa e, consequentemente, na sua fraca atracção gravitacional.

A gravidade no 67P/Churyumov-Gerasimenko é tão fraca que a sua velocidade de escape é estimada em aproximadamente 1m/s.

Isto significa que se houver uma aceleração (por exemplo um estremecimento no cometa ou algo do género) que dê à sonda uma velocidade igual ou superior a esse valor, ela escapara irrevogavelmente à gravidade do cometa e não conseguirá regressar, deitando "a perder" todo o trabalho feito nestes últimos dez anos de missão - só para ter uma ideia, um ser humano caminha a uma velocidade média de 1.4m/s, pelo que só por dar um passo no cometa já seria projectado para fora dele. Digo "a perder" porque já foi um grande feito ter-se conseguido aterrar num núcleo de cometa e porque, tanto quanto sabemos, a ESA ja começou a receber dados científicos da sonda. Pelo que mesmo que isso aconteça não se perdeu tudo.

A sonda Philae teve uma aterragem atribulada e pensa-se que terá ressaltado duas vezes antes de parar completamente (foram as ocasiões em que se perdeu as comunicações com a sonda durante uns instantes muito breves - as comunicações foram repostas quase imediatamente). Agora a Rosetta está escondida pelo cometa, pelo que teremos de esperar algumas horas para ver o que se passou com a Philae durante a "noite" do cometa.

As 13h GMT haverá um comunicado da ESA sobre o tema. Poderá vê-lo aqui.

comentou 13 Nov, 2014 por Guilherme de Almeida Super-Nova (24,890 pontos)

Excelente nota explicativa, João.

Para completar, creio que vale a pena realçar que a velocidade de escape, (ve) a partir de um corpo esférico de massa M e raio R , é dada por

ve= "raiz quadrada de" (2 G M/R) ,

onde G é a constante universal de gravitação = 6,67x10^-11 Nm^2/kg^2

(escrevo deste modo "primário" pois aqui não tenho o equation para formatar equações).

No caso da Terra, de massa M= 5,99x10^24 kg e R aprox 6,378x10^6 km, a velocidade de escape é de 11,2 km/s....

Guilherme de Almeida

comentou 14 Nov, 2014 por João Calhau Super-Nova (13,660 pontos)
Tem razão, Guilherme de Almeida, faltou essa parte para completar. Obrigado pela adição.

Bem-vindo ao Astronomia Q&A, lugar onde poderá perguntar e receber respostas de outros membros da comunidade.

Para profissionais e amadores nos campos da astronomia, astrofísica, astronomia e astrofísica teórica, astronomia observacional, astronomia solar, ciências planetárias, astronomia estelar, astronomia galáctica e extra-galáctica, cosmologia, astrobiologia entre muitas outras.



Antes de doar leia o nosso comunicado

150 perguntas

188 respostas

161 comentários

175 usuários

Partilhar Questão

Contador de Visitas
...