A idade cristã

+2 votos
583 visitas
perguntou 21 Abr, 2015 em Diversos por Francisco Mauricio AstroNovato (970 pontos)
editado 24 Abr, 2015 por Guilherme de Almeida

Existe um diagrama na Wikipédia, tenho uma dúvida que tentei já esclarecer sem resultado.
Embora a Wikipédia possa cometer erros, onde é que encaixam os 33 anos da vida de Jesus? Antes ou depois? Isto é, no que chamamos AC e DC?

Segundo o mesmo diagrama o actual ano de 2015 é depois da morte de JC. Então os seus 33 anos de vida?

Por outro lado, quando nascemos é o ano 0, ao fim de um ano temos 1 ano de vida. O sistema romano começava no 1 porque não tinham o 0. Por isso é que o ano 1950, por exemplo, pertence ao século XX. Os anos começaram em 1 e o século em I.

  

1 Resposta

+1 voto
respondida 21 Abr, 2015 por Guilherme de Almeida Galáctico (26,030 pontos)
editado 18 Mai, 2015 por Guilherme de Almeida
 
Melhor resposta

Em vez de "Idade Cristã, utiliza-se a designação "Era Cristã".

A ideia de considerar a data do nascimento de Cristo como uma referência cronológica deve-se ao monge Dionísio, o Pequeno (???–540), que a propôs no ano 532 e foi prontamente adoptada pelas autoridades eclesiásticas. Os cronologistas da Igreja concordam actualmente que o nascimento de Cristo ocorreu antes da data determinada por Dionísio. Do ponto de vista cronológico, esta data (origem da era cristã) acabou por ser fixada por mera convenção.

Dionísio, o Pequeno (???-540), na altura de propor o nascimento de Cristo como referência, atribuiu uma certa data ao nascimento de Cristo. O ano seguinte ao nascimento de Cristo marca o ano 1 da era cristã. E assim sucessivamente.

Porém, o monge Dionísio enganou-se. Mas a contagem da era cristã faz-se desde o nascimento de Cristo (segundo Dionísio). Mais tarde, deu-se conta do erro. Mas a era estava já firmada e já haviam passado muitos anos. Por isso, segundo as melhores opiniões, Cristo nasceu no ano 4 a.C.. ou seja, no ano -3.

Pode parecer um contra-senso afirmar que Cristo nasceu no ano 4 a.C. Aparentemente, "Como poderia Je­sus nascer 4 anos antes do seu nascimento?" Porém, uma coisa é o ano de nascimento de Cristo, determinado com o rigor que a investigação histórica permite, baseando-se até em fenómenos astronómicos tomados para referência; outra coisa diferente é o ano convencional, estabelecido por Dionísio, para o nascimento e Cristo. É este último que serve de referência para o início da era Cristã.

Porém, se o ano de nascimento de Cristo é incerto e ainda envolto em polémica, muito mais desconhecido é o mês de tal nascimento. A data de 25 de Dezembro foi escolhida arbitrariamente na época de Constantino (imperador romano entre 306 e 337 d.C.) — portanto ainda antes do monge Dionísio — aproveitando-se a comemoração do solstício de Inverno, feita tradicionalmente dias depois da ocorrência de tal solstício. Uma mera data de conveniência.

Se Cristo nasceu por volta do ano 4 a.C. (ano -3 na contagem astronómica) e se foi crucificado aos 33 anos, então a crucificação teria ocorrido no ano 29 d.C. (ou ano 29 AD, sendo "A.D." a abreviatura de Anno Domini ou ano do Senhor). Mas não nos fiemos por enquanto nesta determinação. Na verdade, não se pode esperar rigor absoluto em cronologias antigas, em que o registo dos acontecimentos se fazia de forma pouco rigorosa. Veja-se:

Na verdade, os supostos 33 anos de Cristo, à data da crucificação, não são uma garantia de rigor. Estima-se que Cristo (Cristo histórico) morreu com 36 ou 37 anos, e assim sendo, a sua morte, na crucificação, teria ocorrido no ano 32 A.D. ou 33 A.D.

NOTA informativa:

[Excerto de um antigo artigo (de 1995) de Guilherme de Almeida] *

Para datar os acontecimentos ocorridos no passado distante, os historiadores utilizam a era cristã estendendo o calendário juliano, para o passado. Assim, o ano anterior ao ano 1 é o ano 1 a.C., etc. Esse ano foi bissexto (tal como os anos 5 a.C, 9 a.C.,etc) e não é possível aplicar, utilizando este critério de datação, a tradicional regra da divisão por 4 aos anos antes de Cristo (os números 1, 5, 9, não são divisíveis por quatro).

Para os astrónomos, a contagem dos anos anteriores à era cristã é feita por um processo diferente. Considera-se ano 0 (zero) aquele que precedeu o ano 1, contando-se negativamente os seguin­tes. Deste modo, por exemplo, o ano 5 a.C. dos historiadores cor­responde, para os astrónomos, ao ano -4, e assim sucessivamente. Segundo este critério, adoptado desde os tempos do astrónomo Cassini (1770), continua a ser possível aplicar o critério da divisi­bilidade por 4 para a determinação dos anos bissextos, tanto antes como depois da era cristã.

O ano 0 terminou no "instante" do nas­cimento de Cristo, tendo-se iniciado um ano antes. Embora pareça estranho, este critério é mais racional e contribui para evitar erros nos cálculos. Por exemplo, se nos perguntarem quantos anos decor­reram entre 30 de Junho de 5 a.C e 30 de Junho de 3 d.C., respon­deremos prontamente: oito. Errámos! Foram apenas sete anos, como se verifica fazendo um esquema que ajude a pensar melhor.

Também é preciso ser cauteloso ao numerar os séculos. Sendo um século um período de cem anos, o século I contém os anos 1 a 100, inclusive; do mesmo modo o século XX contém os anos 1901 a 2000. O século XXI começará [começou] logo após meia-noite de 31 de Dezembro de 2000, e não antes.

(*) Referência do artigo acima citado:

ALMEIDA, GUILHERME DE. (1995) — "A Astronomia e o Tempo". Publicado na revista Vértice (bimestral), número 66 (Maio/Junho), II Série, secção "Em Questão", págs.10 a 17.

Bem-vindo ao Astronomia Q&A, lugar onde poderá perguntar e receber respostas de outros membros da comunidade.

Para profissionais e amadores nos campos da astronomia, astrofísica, astronomia e astrofísica teórica, astronomia observacional, astronomia solar, ciências planetárias, astronomia estelar, astronomia galáctica e extra-galáctica, cosmologia, astrobiologia entre muitas outras.



Antes de doar leia o nosso comunicado

156 perguntas

202 respostas

169 comentários

185 usuários

Partilhar Questão

Contador de Visitas
...