O movimento de uma turbina/hélice faria uma nave se movimentar no vácuo do espaço?

+1 voto
11 visitas
perguntou 29 Nov em Astronáutica por MARCOS AURELIO (160 pontos)
recategorizado 6 Dez por Guilherme de Almeida
Pessoal, sou fascinado por esse mundo da Cosmologia, porém iniciante em busca pelo conhecimento sobre tal ciência.
Caso haja algum físico ou pessoa com conhecimento ou base sólida, por favor se puder me ajudar a responder a minha dúvida, gostaria de saber se;

Supondo que, uma nave no espaço com um sistema elétrico capaz de girar uma turbina ou hélice, se ela (nave) se movimentaria através do empuxo, ou pelo fato de não existir ar no espaço se essa turbina/hélice trabalharia em vão?
  

1 Resposta

0 votos
respondida 6 Dez por Guilherme de Almeida Galáctico (25,370 pontos)
selecionada 8 Dez por MARCOS AURELIO
 
Melhor resposta

Agradeço a sua pergunta.

Se a hélice( a ou turbina) apenas roda, sem ejecção de matéria, não haverá propulsão (aquilo a que no Brasil se chama "empuxo"). A hélice (ou a turbina) trabalharia em vão(NOTA 1), com um efeito suplementar: se só houver uma hélice (ou uma só uma turbina) na nave, a estrutura da nave rodaria no sentido inverso da hélice, embora muito mais lentamente do que esta. A relação de velocidades angulares dependerá da relação entre o momento de inércia da nave e do sistema rotativo.

Esta tendência para a rotação do sistema que suporta o motor e a hélice não é exclusiva das naves espaciais: os aviões monomotores de hélice precisam de uma ligeira configuração de ailerons (nas asas), de um lado para cima e do outro lado para baixo, capaz de contrabalançar os efeitos desta rotação contrária; nos aviões bimotores, as hélices rodam em sentidos opostos; nos helicópteros de um só rotor, há uma pequena hélice na ponta da cauda para, pelo seu pequeno efeito propulsor, contrariar a rotação da fuselagem do helicóptero.

__________________

(1). Este "trabalhar em vão", ou seja, sem propulsão, deve-se ao facto de, na ausência de ar, ou de outro fluido envolvente, a hélice não poder empurrar o material envolvente; quando uma hélice se move dentro de um fluido (ar, água, por exemplo), ao rodar empurra esse fluido num dado sentido e, por reacção, a hélice e a estrutura onde ela está montada (normalmente a fuselagem do veículo é, por reacção, empurrada no sentido oposto. Não havendo um fluido envolvente, essa função propulsora não se pode realizar.

Guilherme de Almeida

comentou 8 Dez por MARCOS AURELIO (160 pontos)
Novamente, muito obrigado, excelente explanação... Simples e claro...

Bem-vindo ao Astronomia Q&A, lugar onde poderá perguntar e receber respostas de outros membros da comunidade.

Para profissionais e amadores nos campos da astronomia, astrofísica, astronomia e astrofísica teórica, astronomia observacional, astronomia solar, ciências planetárias, astronomia estelar, astronomia galáctica e extra-galáctica, cosmologia, astrobiologia entre muitas outras.



Antes de doar leia o nosso comunicado

153 perguntas

194 respostas

163 comentários

179 usuários

Partilhar Questão

Contador de Visitas
...